Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Magistério a profissão do estresse.





Autora do Texto: Marta Cabette e-mail: martacabette@uol.com.br

Pensei em não escrever mais nada sobre educação. Uma sensação de impotência e

inutilidade me assola cada vez que tento escrever sobre o tema.



Hoje pela manhã lendo um jornal de Santos me deparei com uma matéria (página

inteira!!!) sobre o estresse do profissional de educação, que hoje atinge em torno de 7% dos

motivos de afastamento destes profissionais da sala de aula.



A pesquisa divulgada diz respeito à rede pública estadual, uma vez que não foram

divulgados números da rede municipal de ensino. Mas a situação é bem próxima segundo

estimativas 5% dos professores afastados da sala de aula por motivo de estresse.



A 15 dias do reinicio das aulas me deparo com professores cansados, sofrendo com a

infraestrutura precária das salas de aulas neste verão escaldante.



Salas de aula lotadas, cada vez mais alunos com problemas sérios de aprendizagem

sem uma rede estruturada de apoio de outros profissionais como: psicólogos, assistentes

sociais, médicos. O professor se angustia desde o primeiro dia de aula.



Os professores auxiliares, tão alardeados, desapareceram da maioria das escolas.

Como há muito se vem propagando a profissão tão desprestigiada, não atrai mais aos jovens.

E aqueles que mesmo assim insistem por acharem ser sua vocação, se deparam com um

abismo ao perceberem que as teorias pedagógicas avançadas que aprenderam nos cursos

de pedagogia (sic) não são nem de longe aplicadas nas escola e desistem logo em busca de

melhores praias. Afinal quase R$ 9,00 por hora aula é um salário bem fácil de desprezar.



Crianças de cinco anos estão sendo aceitas no ensino fundamental em escolas que

não possuem áreas de lazer, parquinhos ou mesmo uma brinquedoteca. Será que era isso que

a lei determinava ao ser implantado o ensino fundamental de nove anos?



Resta o aprisionamento destes pequenos em salas de aulas não adaptadas para o

seu tamanho por 5 horas diárias. Por que será que os alunos tornam-se indisciplinados e o

professor cada vez mais estressado ?



O professor não precisa de ginástica laboral, nem de pena pelo seu sofrimento.

Precisa é de respeito como profissional, salário compatível com a responsabilidade de seu

cargo, que lhe assegure a possibilidade de arcar com as despesas de atividade física orientada,

lazer e cultura indispensáveis para saúde física e mental.



Necessita ao ser afastado de suas funções, como acontece algumas vezes não ser

tratado como sujeito de quinta categoria, que perde até os mínimos benefícios do magistério,

como trabalhar por hora aula, recesso escolar em julho e aposentadoria especial. Doente,

tendo que abrir mão de sua profissão é penalizado ao ser readaptado por problemas na

maioria das vezes decorrentes do exercício profissional.



Nosso sistema distorcido paga salários astronômicos a juízes, que vão penalizar lá



na frente aqueles que foram criados ou não foram amparados pelo sistema no início de suas

vidas. Nossos jovens são frutos da educação e do valor que se dá a elas, ou alguém tem dúvida

sobre isso?



Ao rever o texto me dei conta do excesso de interrogações. Não acredito que

os políticos que elegemos vão mudar algo nem em um milhão de anos. Quem precisa ser

questionada é a população. A luta por mudanças só podem vir dos cidadãos. Em alguns países

a mobilização derruba até ditaduras.



A má qualidade da educação perpetua no poder aqueles que apostam na ignorância.

O aprimoramento educacional dos indivíduos é a única via para melhores escolhas na hora de

nosso voto. Parece um círculo eternamente vicioso este.



Mas aqueles que estão insistindo em sua profissão de educadores neste, nesta

cidade acreditam que é possível e precisam de mais e mais cidadãos acreditando e

efetivamente lutando por isso.



Santos, 27/02/2011.



Marta Cabette e-mail: martacabette@uol.com.br



professora e psicóloga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############