Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Procuradores asseguram adesão do Hospital Universitário da UFMA à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares


AGU - 14/05/2013

A Advocacia-Geral da União (AGU) impediu, na Justiça, que a adesão do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) fosse anulada indevidamente. A empresa presta serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar, ambulatorial, de apoio diagnóstico e terapêutico à comunidade, além de auxiliar as instituições na pesquisa, extensão, ensino-aprendizagem e formação de pessoas no campo da saúde pública.

Funcionários ajuizaram Ação Popular contra a adesão do Hospital, alegando que as Coordenadorias dos Departamentos de Serviço Social, Comunicação Social e Psicologia da Universidade não teriam sido convocados para deliberar a respeito.

A Procuradoria Federal no Estado do Maranhão (PF/MA) e a Procuradoria Federal junto à Universidade (PF/UFMA) atuaram no caso defendendo que a decisão unânime, que aprovou a adesão da instituição à EBSERH, foi legitimamente adotada pelo Conselho de Administração, a quem compete gerir os interesses do Hospital Universitário desde 1992.

Os procuradores federais destacaram que o Conselho de Administração é composto exclusivamente pelos Coordenadores e Chefes de Cursos que tenham programas permanentes de ensino, pesquisa e extensão no HUUFMA, ou seja, dos Cursos de Farmácia, Odontologia, Enfermagem, Medicina e Nutrição.

Segundo eles, não haveria necessidade ou obrigatoriedade de convocação de representantes de outros segmentos para deliberar sobre a adesão, uma vez que inexistem razões de ordem administrativa e legal que justificassem a anulação da reunião do Conselho, conforme pretendido pelos autores, até porque seria inviável e incabível que os coordenadores de todos os cursos da UFMA fossem convocados e fizessem parte do referido grupo.

Por fim, as procuradorias ressaltaram que a decretação de nulidade da adesão à EBSERH pode trazer incalculáveis prejuízos ao Hospital Universitário, pois a empresa foi criada, exatamente, para resolver problemas cruciais destas instituições. "A consequência será o fechamento de serviços essenciais por falta de recursos humanos, com graves prejuízos para o ensino, à pesquisa e à assistência à saúde da população, além de prejuízos à reestruturação tecnológica e física do HUUFMA, à modernização da gestão e qualificação da gestão financeira e orçamentária", destacaram os procuradores.

Concordando com os argumentos da AGU, a 5ª Vara da Seção Judiciária do Maranhão negou o pedido na ação, mantendo a adesão do Hospital à EBSERH. O juízo destacou que não foi identificada qualquer violação à decisão do Conselho.

A PF/MA e a PF/UFMA são unidades da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############