Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Cresce pressão no Senado para aprovar projeto

O Dia     -     14/06/2016



Documento trata do reajuste entre 15,5% e 41,47% dos funcionários dos tribunais
Rio - Essa semana será de mobilização das entidades que representam os servidores do Judiciário Federal. A categoria vai pressionar o Senado para que os parlamentares aprovem nos próximos dias o Projeto de Lei Complementar (PLC) 29, que trata do reajuste entre 15,5% e 41,47% dos funcionários dos tribunais.


Se antes havia “sensibilização” do Congresso para aprovar com rapidez o texto — os servidores não têm reajuste desde 2009 —, agora, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), tenta travar o andamento do projeto na Casa.


A mudança ocorreu após a polêmica envolvendo o impacto que o projeto causaria nos estados, já que o texto inclui o aumento dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Como o salário dos ministros é o teto do funcionalismo, isso provocaria efeito cascata nos tribunais estaduais. E os entes federativos não teriam caixa para bancar os aumentos.


Renan — que teve pedido de prisão feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot — cobrou do Ministério da Fazenda posicionamento do governo interino sobre o pacote de reajustes, não só do Judiciário. Ele quer saber se “há espaço fiscal” para que os aumentos sejam concedidos.


No entanto, o presidente do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio (Sisejufe), Valter Alves (foto), lembra que o reajuste foi fruto de acordo da categoria com a União, no governo Dilma Rousseff, ano passado. Ele ressalta que o Orçamento deste ano da União já leva em conta o reajuste do Judiciário e das outras categorias, cujos projetos foram aprovados na Câmara, no dia 2 de junho.



“Já existe vontade política no Congresso para a aprovação. Estamos sem reajuste desde 2009, exceto ministros do STF”, disse Alves. “Vamos ao Senado para colher assinaturas para o requerimento de urgência e pressionar os senadores”, completou o sindicalista, que afirma que a categoria está disposta a ocupar os corredores do Congresso Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############