Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Planejamento admite erro ao calcular impacto do reajuste de servidores


BSPF     -     14/06/2016


Questionado pelo Valor Econômico, ministério admite “erro técnico” em cálculos e diz que impacto do reajuste dos servidores federais será de R$ 67,7 bilhões até 2018, em vez dos R$ 52,9 bilhões previstos inicialmente


O custo do reajuste dos servidores federais aprovado no último dia 2 pela Câmara será R$ 14,8 bilhões maior do que o estimado inicialmente pelo governo. Pela tabela divulgada no dia da aprovação do projeto pelos deputados, o Ministério do Planejamento anunciou que o impacto acumulado dos aumentos salariais de 2016 a 2018 seria de R$ 52,9 bilhões. Agora, corrigiu a estimativa para R$ 67,7 bilhões.


A correção foi feita após questionamento do jornal Valor Econômico. Na resposta, o Planejamento admitiu que os valores da tabela divulgada inicialmente estavam “subestimados”. “Houve erro técnico na apuração dos impactos decorrentes dos reajustes concedidos no período 2017-2018″, diz o ministério. O erro foi cometido, segundo a pasta, porque o quadro deixou de computar parte do efeito das atualizações dos reajustes concedidos nos anos anteriores.


Em seu questionamento, o Valor mostrou que o cálculo feito pelo Planejamento havia desconsiderado os reajustes concedidos este ano, com validade apenas a partir de agosto, teriam efeito pleno em 2017. Além disso, observou o jornal, sobre os salários reajustados com o percentual concedido em 2016 incidiria um novo reajuste de 5% a partir de janeiro de 2017 e outro em 2018.


Pela nova versão, o custo do reajuste será de R$ 7 bilhões em 2016, o mesmo valor que constava da estimativa inicial, de R$ 25,2 bilhões em 2017, contra R$ 19,4 bilhões antes estimados, e de R$ 35,6 bilhões em 2018, em vez de R$ 26,5 bilhões.


Segundo o ministério, mesmo com os novos valores, “o impacto do reajuste sobre a folha primária projetada para o período 2016-2018, considerados os seus efeitos anualizados, está abaixo da inflação esperada para o mesmo período”.


O Valor contesta a informação. Decreto editado semana passada pelo presidente em exercício Michel Temer estimou a despesa com pessoal ativo e inativo da União em R$ 258,8 bilhões este ano, valor que já contempla o impacto dos reajustes salariais dos servidores.


Como o novo custo dos aumentos em 2017 subiu para R$ 25,2 bilhões, o gasto com pessoal no próximo ano subirá para R$ 284 bilhões, elevação nominal de 9,7% da despesa, superior, portanto, à inflação projetada para o próximo ano, que é de 5,5%. Para 2018, com a nova estimativa, o gasto com folha salarial subirá para R$ 319,6 bilhões, variação nominal de 12,5%, mais que o dobro da inflação esperada, de 5%.


Os reajustes dependem de aprovação no Senado, onde há resistência de parte dos senadores, inclusive do PMDB, como o líder da bancada, Eunício Oliveira (CE), e o presidente da Casa, Renan Calheiros (AL). Eles alegam que o momento é de contenção de despesas diante da crise econômica.



Com informações do Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############