Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Em todo o Brasil, servidores mostram disposição de lutar por acordos

:: 48 horas parados
Em todo o Brasil, servidores mostram disposição de lutar por acordos 

Servidores públicos federais em todo o Brasil respondem ao chamado de mobilização e luta pelo cumprimento integral de acordos e compromissos firmados pelo governo. Nesta quinta e sexta-feira, 15 e 16, trabalhadores da Conab, AGU, Justiça, SPU, Incra, Agricultura, Fazenda, MTE, Cultura, Ibama, Dnit, Agências Reguladoras, Saúde, Datasus, Ciência e Tecnologia, entre outros setores, vão paralisar suas atividades por 48 horas. A mobilização é uma resposta dos servidores à interrupção de negociações com o governo que mantém sem solução problemas que afetam milhares de servidores. Um indicativo de greve está apontado para o dia 10 de novembro. Ao longo desta quarta, a Condsef recebeu informativos de suas filiadas. A paralisação de 48 horas será tão intensa quanto a atividade que marcou o dia 1º de outubro. (LEIA MAIS ...
www.condsef.org.br)
 
 
DESTAQUES DA MÍDIA
 

:: Ato dia 15: Todos na luta pela reabertura das negociações com o governo       
07.10: reunião preparatória para ato público de 15.10, no auditório do Sindsep-DF, reúne diretores, delegados sindicais e servidores. A campanha dos servidores federais pela reabertura das negociações, coordenada pela Condsef, está ganhando força em todo o Brasil. Em Brasília, o ato de 1° de outubro foi um sucesso. Cerca de mil servidores atenderam ao chamado do Sindsep-DF. A categoria sabiamente está buscando a unidade. A expectativa é que o ato desta quinta-feira, 15.10, seja ainda maior. (Fonte: Sindsep-DF)
 

:: Servidores públicos federais paralisam atividades por 48h       
Neste dia 15 e 16 de outubro, os servidores públicos federais, irão paralisar as suas atividades em protesto à atitude do governo em continuar com a posição de recuo em relação às negociações com diversos setores. Durante o movimento de advertência, acontecerá um grande ato público em frente ao Ministério da Fazenda, durante toda a manhã. É importante que os servidores AGU, APU, Incra, civis de Órgão Militares, Agricultura, Fazenda, DRT, Cultura, Ibama, Dnit, Funasa, Ciência e Tecnologia, participem novamente de forma maciça e mostrem que estão dispostos a lutarem e exigirem mais respeito por parte do governo. Conforme as últimas paralisações, a organização em âmbito nacional trabalha para que a mobilização venha a tomar um grande corpo em todo o país, pois milhares de servidores encontram-se nessas condições, e nessa ótica é perceptível que no cenário atual essas paralisações de advertência têm o caráter de mostrar ao governo a insatisfação da categoria, além de ter o intuito de sensibilizá-lo na busca de soluções sobre os acordos que foram suspensos. No Maranhão essa perspectiva é a mesma, pois todas as vezes que o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado do Maranhão (Sindsep-MA) convocou a categoria para essas mobilizações de advertência, a sua base fez-se presente de forma maciça e engajada com as pautas que estão sendo reivindicadas pela categoria. (Fonte: Sindsep-MA)
 
 
:: A volta da data-base       
Sindicatos ligados a setores do Executivo federal planejam uma paralisação de 48 horas amanhã e sexta-feira. O pessoal está chateado porque o governo não implantou na íntegra todos os acordos firmados ao longo de 2008 e 2009. O governo nega. A turma ameaça entrar em greve a partir de 10 de novembro se as coisas não melhorarem. Vida que segue. Além do respeito ao que foi firmado, os servidores também querem aproveitar para ressuscitar antigas reivindicações. A principal delas trata da volta da data-base. Isso mesmo! O aumento dos salários do funcionalismo pela folhinha está previsto na Constituição, mas acabou caindo em desuso desde a era Fernando Henrique Cardoso. Não faz muito tempo, ainda era possível ver faixas na Esplanada dos Ministérios suplicando pela volta desse instituto. A briga promete ser boa. Até porque as alas mais ideológicas do mundo sindical tentam reunir forças para fazer a data-base ser respeitada na marra. Com ações na Justiça, inclusive. (Fonte: Correio Braziliense/Blog do Servidor)
 

:: Servidores Federais paralisam suas atividades em protesto contra o descaso do Governo Lula       
Servidores de diversos órgãos do serviço público federal realizarão nos dias 15 e 16 de outubro uma paralisação nacional de suas atividades por 48 horas, em protesto contra a inércia do governo Lula em estabelecer um processo de negociação efetivo que possibilite o atendimento das reivindicações mais sentidas da categoria, como implantação/reestruturação de planos de carreiras, reajuste do vale-refeição, retirada de projetos do Congresso Nacional, tais como o PLP-248 e o PLP-001 que retiram direitos dos servidores. No estado de São Paulo, a decisão de paralisar foi tomada em assembléias em diversas categorias, dentre elas o Ministério do Trabalho e Emprego, a Advocacia Geral da União - AGU, o INCRA, o IBAMA, o ICMBio, a Ciência e Tecnologia, a Cultura, a CONAB, o DNIT e outros. A paralisação aprovada em São Paulo é parte de uma mobilização nacional dos servidores federais. Representantes de 26 estados e do Distrito Federal aprovaram em Brasília, no dia 19 de agosto em Plenária Nacional da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal - CONDSEF, o calendário de mobilização que, além da paralisação nos dias 15 e 16 de outubro, tirou como indicativo de início de greve por tempo indeterminado o dia 10 de novembro. (Fonte: Sindsef-SP)
 
 
:: Sintsep-PA cobra cumprimento imediato de acordos e compromissos firmados pelo governo       
Dia 15/10 (Quinta-feira), às 8H, Concentração na frente da FUNASA, na Doca de Souza Franco ao lado do SESC - ATO PÚBLICO COM DISTRIBUIÇÃO DE COXINHAS. No dia 1 de outubro, os servidores públicos federais avisaram: se o governo não cumprir os acordos, vão parar 48 horas. No Pará, os servidores da AGU somaram-se ao quadro de mobilização nacional: Em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, no Mato Grosso , Ceará, Bahia, Pará, Pernambuco, Alagoas, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Amazonas, Roraima, Rondônia, Acre, foram realizados atos públicos. Estamos num momento em que diversas categorias saem a fazer greves e lutas. Nacionalmente, esse processo se deu de maneira mais intensa com os trabalhadores dos correios e bancários que pressionaram os patrões e o governo por reajustes salariais e melhores condições de trabalho. Os servidores e os docentes das Universidades Federais também aprovaram paralisação para os dias 20 e 21 pelo cumprimento dos acordos e pelo reajuste do auxílio-alimentação. (Fonte: Sintsep-PA)
 
 
:: Paralisação 48 horas       
Depois da adesão dos companheiros da Funasa, na última sexta-feira, a Paralisação Nacional de 48h, convocada pela Condsef para os dias 15 e 16 de outubro ganha novos reforços. Em assembleia realizada nesta terça-feira, 13, os trabalhadores da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) decidiram unir-se à mobilização e interromper suas atividades nesse período. Também em assembléia, confirmaram a participação no movimento os trabalhadores do Plano Especial de Cargos Fazendários (PECFAZ) do Ministério da Fazenda, Gerência Regional de Administração e Receita Federal em Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista. (Fonte: Sintsef-BA)
 

:: Pare para o serviço público não parar       
Nesta quinta e sexta-feira, 15 e 16, servidores federais de todo o Brasil estarão unidos em defesa do cumprimento de acordos e compromissos firmados pelo governo. Diversas categorias paralisam suas atividades por 48 horas. Entidades filiadas à Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal) organizam o movimento nos estados. Ampliando a grande mobilização do dia 1º de outubro, trabalhadores da Conab, AGU, Justiça, SPU, Incra, civis de Órgãos Militares, Agricultura, Fazenda, MTE, Cultura, Ibama, Dnit, Agências Reguladoras, Saúde, Datasus, Ciência e Tecnologia, entre outros setores, voltam a se movimentar em defesa de seus acordos e compromissos que incluem reajuste no auxílio-alimentação do Executivo. CEARÁ – No Ceará, cruzam os braços SRTE (ex-DRT), AGU e Superintendência do Patrimônio da União (SPU). Ministério da Fazenda, CONAB, INCRA e Agricultura realizam assembléias e manifestações. No último dia 1º de outubro os servidores fizeram a primeira paralisação de aviso, o movimento teve ampla adesão nos referidos órgãos. O momento agora é de alerta: caso não haja avanços por parte do governo, será deliberada greve a partir de 10 de novembro, por tempo indeterminado. (Fonte: Sintsef-CE)
 
 
:: Serviço público federal paralisa atividades nos dias 15 e 16 de outubro       
“Pare para o serviço público não parar: Semana de servidores mobilizados”  Nesta quinta e sexta-feira, 15 e 16/10, servidores federais de todo o Brasil estarão unidos em defesa do cumprimento de acordos e compromissos firmados pelo Governo. Diversas categorias paralisam suas atividades por 48 horas. Em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Ceará, Bahia, Pará, Pernambuco, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre, os servidores devem continuar dando seu recado. Em Alagoas não será diferente. A paralisação no Estado – encampada pelo Sindicato dos Servidores da Previdência Social (Sindprev), com a participação do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Sintsep) – inicia mais uma vez em frente à sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), no Centro da capital, a partir das 8h do dia 15. Já os servidores dos municípios de Junqueiro, São Sebastião, São Miguel dos Campos, Igreja Nova e Piaçabuçu se concentram no dia seguinte em Penedo, com o Sintsep à frente.
(Fonte: Sintsep-AL)

Leia mais ...
www.condsef.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############