Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Funpresp será maior fundo de pensão da América Latina, diz ministra

 




Agência
Brasil     -     04/02/2013





Brasília - A Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp)
deve ser o maior fundo de pensão da América Latina em dez anos, disse hoje (4) a
ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior. De acordo com a
ministra, o novo regime deve reduzir o déficit da Previdência dos servidores
públicos em 20 anos e zerá-lo ou torná-lo superavitário nos próximos 35 anos,
quando os primeiros participantes receberem a
aposentadoria.


Os servidores do Executivo Federal, nomeados a partir de hoje (4), já podem aderir
ao novo modelo. Foram publicadas no
Diário
Oficial da União

as regras para a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público
Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe). O plano para os servidores do
Legislativo será aprovado ainda este mês pelo Conselho Administrativo da
Funpresp.


Segundo
Miriam Belchior, a Funpresp trará ganho fiscal importante e será fundamental
para redução do déficit da Previdência, que deve ser de R$ 62 bilhões em 2012.
"É uma das grandes medidas estruturantes que nosso país precisava adotar. [A
Funpresp] vai equilibrar o déficit da Previdência pública". A ministra disse que
o novo regime "recolhe o que há de melhor no mundo nas experiências de
previdência complementar".


O novo regime, continuou a ministra, reduz a disparidade entre a previdência
privada e a do setor público. Com a Funpresp, os benefícios previdenciários dos
servidores ficarão limitados ao teto do regime privado (R$ 4.159). Os
contribuintes que ganham acima disso e quiserem receber o valor integral na hora
de se aposentar, vão ter de pagar uma parcela de previdência complementar nos
seguintes percentuais: 7,5%, 8% ou 8,5%. O Tesouro Nacional vai cobrir no mesmo
patamar da contribuição excedente do servidor. Antes, o servidor contribuía com
11% e o Tesouro arcava com 22% para a aposentadoria integral. No caso dos
servidores que ganham abaixo do teto, poderão optar por contribuição mensal de
no mínimo R$ 75 ou contribuição esporádica pelas regras da
Funpresp.


A fundação terá aporte inicial de R$ 48 milhões do Executivo e R$ 25 milhões do
Legislativo.


A lei que cria a Funpresp foi discutida durante cinco anos no Congresso Nacional.
O fundo entrou em funcionamento em outubro do ano passado, mas só agora foram
publicadas as regras para as primeiras adesões. O Banco do Brasil e a Caixa
Econômica Federal administrarão os recursos meio a meio até que seja feita
licitação para participação de bancos privados, o que deve ocorrer em dois anos,
estima o Ministério do Planejamento.


De
acordo com o Planejamento, o plano, que entrou em vigor hoje para servidores do
Executivo Federal, tem cerca de 200 patrocinadores entre autarquias, fundações e
órgãos da administração direta. O plano para o Legislativo deve ter como
patrocinadores a Câmara e o Senado Federal e o Tribunal de Contas da União
(TCU). O Poder Judiciário está encarregado de criar o próprio fundo de pensão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############