Logomarca do portal

Logomarca do portal
Prezado leitor, o Portal do Servidor Publico do Brasil é um BLOG que seleciona e divulga notícias que são publicadas nos jornais e na internet, e que são de interesse dos servidores públicos de todo o Brasil. Todos os artigos e notícias publicados têm caráter meramente informativo e são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados nos links ao final de cada texto, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Bem vindo ao nosso Portal

Seja bem-vindo ao nosso site!!!


OS DESTEMIDOS GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO

OS DESTEMIDOS  GUARDAS DA EX. SUCAM / FUNASA / MS, CLAMA SOCORRO POR INTOXICAÇÃO
A situação é grave de todos os servidores da ex. Sucam dos Estados de Rondônia,Pará e Acre, que realizaram o exame toxicologicos, foram constatada a presença de compostos nocivos à saúde em níveis alarmantes. VEJA A NOSSA HISTÓRIA CONTEM FOTO E VÍDEO

SINDSEF RO

SINDSEF RO
SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICO DE RONDÔNIA

NOTÌCIAS DA CONDSEF

NOTÌCIAS DA CONDSEF
CONDSEF BRASIL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL

GRUPO DE VENDAS DE IMÓVEL
QUER COMPRAR OU VENDER É AQUI!!

GRUPO OFICIAL DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA

GRUPO OFICIAL  DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL: PARTICIPE TÁ NA HORA CERTA
Este Grupo quer reiterar a gratidão e o respeito que sempre dedicam ao serviço público. Respeito expresso no diálogo: faça porte dessa família CURTINDO NOSSO PÁGINA NO FACEBOOK

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...

A VOZ DO POVO NA TRIBUNA TEM PODER...
A VOZ DO POVO NA TRIBUNA

CAPESAUDE/CAPESESP

CAPESAUDE/CAPESESP
FOMULÁRIOS

Fale com a CAPESESP

Fale com a CAPESESP
ATEDIAMENTO VIRTUAR

TRANSIÇÃO DE GOVERNO 2018 2019

SELECIONE SEU IDIOMA AQUI.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Secretos salários






Luiz Garcia

O Globo - 18/01/2013




Todos os governos têm segredos, que costumam ser de dois tipos: os que são exigência da segurança nacional, e aqueles que, uma vez revelados, deixam em situação insegura quem os guarda e protege.



É possível, para não dizer provável, que estejam no segundo grupo os salários dos diplomatas e outros funcionários que servem ao Itamaraty no exterior. Seis meses atrás, o governo federal revelou quanto ganham os seus servidores no país.



Mas o Ministério das Relações Exteriores não obedeceu às regras do jogo aberto: até hoje não revelou à opinião pública qualquer informação sobre quanto ganha a turma - que não é pequena - que sua a camisa na certamente exaustiva missão de proteger os interesses oficiais além-fronteiras. Nem alegou motivos para o segredo.



Admitamos que esses motivos existem. Mas é preciso registrar que há dois meses o Tribunal de Contas da União, corretamente empenhado na missão explícita em seu próprio nome, deu prazo de um mês para que o Itamaraty abrisse o jogo. Além disso - o que é bastante importante - exigiu que os salários acima do teto federal (28 mil reais e uns trocados) fossem colocados embaixo desse teto. Parece uma exigência óbvia, mas o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, alegou que a decisão do TCU não era válida, devido a uma falha técnica não revelada à opinião pública.



No momento, o assunto ainda não tem data marcada para ser discutido no TCU, Pode acontecer na próxima sessão plenária do tribunal, semana que vem, e pode ser colocado discretamente na geladeira. O que não será surpresa.



Está em vigor, desde o ano passado, a Lei de Acesso à Informação, mas ela até agora não vale para dois grupos de funcionários: os que servem à Agência Brasileira de Inteligência, o que obviamente faz sentido, e os funcionários do Itamaraty no exterior - o que nem sempre dá para se entender.



Numa tentativa certamente ingênua de explicar o sigilo, pode-se imaginar que eles ganham muito pouco e não se desejaria expô-los a tentativas de suborno por parte de malévolos agentes de outros países, interessados em conhecer os segredos da diplomacia brasileira. Mas explicações mais sofisticadas ainda não foram oferecidas à opinião pública. É possível que o assunto seja decidido nos tribunais.



A ONG Conectas anunciou que vai recorrer aos tribunais para conhecer a posição da diplomacia brasileira na discussão na Organização dos Estados Americanos sobre direitos humanos. Um pedido de informações ao Itamaraty teve como resposta uma lista de 98 telegramas sobre o tema - mas 96 deles não foram revelados, porque isso, segundo o governo, colocaria em risco a posição do Brasil sobre o tema.



É difícil entender tanto segredo sobre um assunto que obviamente exige discussão aberta à opinião pública

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS A GENTILEZA DOS AUTORES QUE NOS BRINDAM COM OS SEUS PRECIOSOS COMENTÁRIOS.

##############PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO BRASIL##############